Geral

Milhares de pessoas lotam o parque de exposições no último dia


Nesta segunda-feira, último dia da Expoingá, o parque de exposições foi tomado por uma multidão de pessoas. Conforme o setor de portaria, mais de 75 mil pessoas estiveram na exposição agropecuária neste dia. Com os portões abertos, a população de Maringá e região pode aproveitar os atrativos da feira no feriado comemorativo ao aniversário de Maringá.

O show de Bruno e Marrone encerrou a programação musical artística, com a presença de mais de 12 mil pessoas na arena coberta. O prefeito Ulisses Maia, o vice Edson Scabora e a presidente da SRM, Maria Iraclézia, subiram ao palco, momentos antes de terminar a apresentação, para agradecer a contribuição da população na doação de alimentos em troca de ingresso. O balanço com toda a arrecadação de donativos em dois dias dedicados à solidariedade na Expoingá, será apresentado nos próximos dias pelos organizadores.

O parque de diversões foi um dos locais mais lotados no último dia do evento. Mesmo depois do show, que terminou, às 22 horas, filas extensas se formaram em todos os brinquedos. O diretor do Yupie Park, Célio Borges, disse que a movimentação foi excelente em todo o período da ferta e ultrapassou a edição de 2017.

Para a Sociedade Rural de Maringá, realizadora da exposição agropecuária, considerada entre as cinco maiores do Brasil, o resultado foi positivo. “Tivemos doze dias de clima ótimo e o número total de visitantes ultrapassou 600 mil pessoas. Muito embora os produtores estejam sofrendo com a falta de chuva, o período seco ajudou na visitação à feira. Estamos fechando os números de comercialização, mas acreditamos que atingiremos a expectativa de R$ 550 milhões em negócios realizados e prospectados.

Carros e maquinários

O setor automobilístico se destacou na 46ª Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá. Os primeiros levantamentos indicam que a venda de carros deve ficar em torno de 400 unidades, ultrapassando em cerca de 13% a comercialização do ano passado, que foi de 300 veículos.

Com a meta de vender 70 carros, a Servopa (revendedora Wolksvagem) ultrapassou as expectativas. O gerente Cássio Gabriel Batista da Silva informou, na segunda-feira à tarde, que haviam sido vendidos 90 veículos e outras negociações estavam em andamento. “A Expoingá 2018, sem dúvida, nos surpreendeu muito pela grande procura. Trouxemos ótimas condições e com isso o público aderiu. Apostamos e alcançamos 30% a mais do que o esperado nas vendas. No próximo ano, voltaremos ainda mais confiantes e com estrutura diferenciada”, afirmou.

No segmento de maquinários, as concessionárias se mostraram satisfeitas com os negócios, mas não fecharam o volume de comercialização ainda. Segundo o supervisor de Marketing da Cocamar Máquinas, Felipe Camargo, muitos negócios que estavam em andamento acabaram se concretizando durante a feira devido as condições especiais que foram oferecidas.

A Case IH tinha iniciado uma promoção para o Show Rural, em abril em Cascavel, e prorrogou para a feira de Maringá e o Agrishow de Ribeirão Preto, oferecendo descontos que ultrapassavam R$ 8 mil na compra de um trator. “Os produtores já estavam conscientes da promoção e com um desconto deste tamanho fez uma boa diferença, muitos aproveitaram a Expoingá”, disse o gerente de Vendas Luiz Alberto Garcia.

Diversidade de produtos

A Expoingá 2018 foi uma das feiras mais diversificadas dos últimos anos. Com mais de 1,3 mil expositores, a exposição contou com artesanato internacional de 12 países, fogões a lenha em versão moderna vindos do Rio Grande do Sul, até a mais famosa pizza de food truck do Brasil, vinda de Londrina. No setor de pequenos animais, os primeiros Gatos-de-Bengala a chegar a Maringá estiveram presentes e na pecuária em geral foram mais de 7.500 animais, destacando-se mostras inéditas de bovinos e ovinos, além de provas do Cavalo Árabe e Quarto de Milha e uma apresentação clássica de hipismo.