Geral

Entidades assistenciais recebem alimentos arrecadados na Expoingá


Um total de 79 entidades assistenciais de Maringá foi beneficiada, nesta terça-feira, com o repasse das 60 toneladas de alimentos arrecadados na Expoingá, resultado da ação solidária realizada em parceria pela Sociedade Rural de Maringá (SRM), Provopar e Prefeitura Municipal, no dia 14 de maio.

As doações foram feitas na data em que se comemorou o aniversário de Maringá e os portões do parque de exposições foram abertos para o público, que pode, ainda, assistir ao show de Bruno e Marrone, gratuitamente, fazendo a doação de donativos.

O repasse dos alimentos reuniu representantes das entidades beneficiadas, do Provopar, da SRM, o vice-prefeito Edson Scabora e os vereadores Willian Gentil, Carlos Mariuci e Jean Marques, no almoxarifado central da Prefeitura.

Eliane Maia, presidente do Provopar, disse que a ação de solidariedade “é um presente para os maringaenses”. Ela agradeceu a parceria e receptividade dos membros da Sociedade Rural, “que podem proporcionar esse agrado à população, ajudando os mais necessitados”.

O dia de portões abertos e show gratuito na Expoingá, com a doação de alimentos, é uma ação já tradicional, que acontece graças à união da SRM com o Município e o Provopar.

“É uma forma de estendermos um pouco do nosso trabalho àqueles que necessitam de atenção social. Aqui só posso externar os meus agradecimentos a todos que colaboraram para viabilizar esse lindo trabalho. A sociedade só será transformada se cada um fizer a sua parte”, ressaltou Maria Iraclézia de Araújo, presidente da Sociedade Rural.

Para o vice-prefeito Edson Scabora, apesar de Maringá ser uma das melhores cidades do Brasil para se morar e criar filhos, “há muitas pessoas que necessitam ainda dessa solidariedade humana, e nós agradecemos a todos que contribuíram”.

O frei Daniel Curti, do Albergue Santa Luiza de Marillac, agradeceu em nome de todas as entidades e colocou: “trata-se de uma ação que concretiza o evangelho da multiplicação em nossas vidas e na história de Maringá.”